EDIÇÃO Nº 171 - ANO XV | JULHO / 2014


THANK YOU FOR SMOKING – OBRIGADO POR FUMAR
(2005, EUA). Direção de Jason Reitman. Roteiro: Jason Reitman, Christopher Buckley. Com: Aaron Eckhart, Robert Duvall, Katie Holmes. Duração: 92 minutos. Por Joyce Warren, Revista Pronews.

O filme conta a história de Nick Naylor (Aaron Eckhart), principal porta-voz das grandes empresas de cigarros que, em decorrência do seu emprego, é pressionado pelos vigilantes da saúde e também pelo senador oportunista Ortolan K. Finistirre (William H. Macy), que deseja colocar rótulos de veneno nos maços de cigarros. Nick se vê forçado a manipular informações sobre os riscos do cigarro em programas de TV e a defender o livre arbítrio das pessoas para decidirem se querem ou não fumar; sem serem induzidas através de campanhas contra cigarros. Obrigado por fumar - Thank You for Smoking, em inglês - é um filme de argumentações e grandes ideias. Pois mostra que é possível “defender” a indústria do cigarro e persuadir com boa argumentação. O filme se volta para o público publicitário, principalmente, quando Nick ajuda Jeff Megal, um poderoso agente de Hollywood, a desenvolver campanhas publicitárias promovendo o cigarro nos filmes hollywoodianos. Mesclando fama, poder e manipulação de informações, o filme é um apanhado de recursos comunicativos e midiáticos.

NIGHT TRAIN TO LISBON – TREM NOTURNO PARA LISBOA
(2013, Alemanha, Suíça, Portugal). Direção: Bille August. Com: Jeremy Irons, Mélanie Laurent, Jack Huston, Martina Gedeck, Bruno Ganz, Christopher Lee. Duração: 111 minutos. Por Paula Melo, jornalista.

Raimund Gregorius (Jeremy Irons), um professor suíço de vida pacata se envolve numa história surpreendente depois de salvar uma mulher que estava prestes a cometer suicídio. A moça foge,
mas acaba deixando com ele um casaco, um livro e uma passagem para Lisboa. O livro, escrito por um jovem português, o intriga de tal maneira que ele, tomado por um impulso, abandona a escola em que dá aulas de latim e embarca para Lisboa. Tenta, então, desvendar o passado do rapaz, já morto, e vai em busca das pessoas que conviveram com ele. A curiosidade de Gregorius, sua sede por remontar aquela história, a audácia em buscar certos personagens que preferiam esquecer os momentos que compartilharam, na Portugal salazarista, remete ao fazer jornalístico. A paixão que o suíço tem por aquele assunto, que chegou às mãos dele sem que ele pedisse, acontece muitas vezes conosco, repórteres. Quantas vezes uma história não nos pede para ser contada? Ao fim da busca, sua vida também vai estar mudada.

BREVE HISTÓRIA DE QUASE TUDO
de Bill Bryson, Editora Companhia das Letras, 544 páginas. Por Ali Carvalho, diretor de Criação do Gruponove (PE).

Meu trabalho na agência é, essencialmente, dizer Sim ou Não. Como diretor de Criação, minha principal tarefa é julgar se temos A ideia ou se ainda falta trabalhar para encontrá-la. Escolher UM
livro para recomendar nesta revista representa uma tarefa semelhante. Pensei em umas vinte (boas) opções. Devo escolher uma publicação técnica indispensável, tipo o The Copy Book? Ou
algo mais sobre atitude, como os livros do Paul Arden? De repente, pega bem sair do mundinho da
propaganda, e indicar o livro do Piketty, que está dando o que falar na economia. Hmm, não. Para
Steve Jobs o trabalho dele era dizer Não para as milhares de boas ideias que vêm antes da melhor.
Então, aqui vai meu Sim: Breve História de Quase Tudo, de Bill Bryson, publicado em 2005 pela
Companhia das Letras.

PROMOVA-SE: AS NOVAS REGRAS PARA UMA CARREIRA DE SUCESSO
Schawbel, com prefácio de Marcus Buckingham, Editora Cultrix, 256 páginas. Por Gisele Vila Nova,
jornalista.

Baseado em pesquisas exclusivas sobre o moderno local de trabalho e em entrevistas com profissionais extremamente dinâmicos, apresenta as novas regras para o sucesso do Dan Schawbel marketing pessoal e responde às perguntas mais prementes a respeito da sua carreira. Promova-se é um guia inestimável para qualquer pessoa que esteja pensando em ter sucesso dentro e fora
do local de trabalho. Segundo o autor, hoje as empresas buscam, por exemplo, profissionais que reconheçam que a descrição do cargo é apenas o começo. A boa notícia é que, se o mercado está mais exigente, os profissionais estão mais completos. São mais inteligentes, bem informados,
conectados, rápidos e mais precisos na construção da carreira. Destinado a um público mais jovem, com elevado potencial de crescimento, o livro também promete agradar veteranos com temas que englobam trabalho em equipe, autoconfiança, ambição, aprendizado dentro e fora do setor de trabalho e até o equilíbrio saudável entre a carreira e a vida pessoal.


Vídeos mais vídeos
Newsletter


Todos os direitos reservados | Revista Pronews