EDIÇÃO Nº 171 - ANO XV | JULHO / 2014


Plataforma digital é nova ferramenta de criação coletiva de mercado calçadista

13/05/2015

Com o intuito de criar desafios reais para os designers de moda, a Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados) lançou na semana passada na ESPM-Sul a plataforma Moda Co, uma ferramenta de criação coletiva virtual inédita no mercado calçadista.

O propósito e o funcionamento deste projeto digital é fomentar o setor criativo brasileiro no âmbito calçadista. Na ocasião do lançamento, houve também uma palestra ministrada pela analista de pesquisa do Usefashion, Ianny Bastos, na qual os avanços tecnológicos e os comportamentos de consumo foram o foco. 

Ianny ressaltou a evolução da tecnologia em sintonia com a moda e como esses dois meios se completam, formando uma tendência emergente dentro do segmento fashion. “As fronteiras entre o virtual e o real estão cada vez mais próximas, o que nos faz perceber que estamos vivendo um período revolucionário”, disse. Justificando, ela relatou cases relevantes, como o terno The Power Swit, que possui um chip implantado no tecido e que realiza pagamentos sem o uso de cartões magnéticos, ou o Blomm, colar com um dispositivo eletrônico implantado que permite monitorar as atividades físicas de quem usa, aliando design e inovação em um objeto funcional e de desejo. Além disso, ela ressaltou matérias primas como o Hitoes, um tecido com microfibras capazes de conduzir eletricidade. Ao explicar que a estética desses produtos não está necessariamente atrelada à ideia de futurismo, Ianny citou o case HiSmartBag, uma mochila com funções como gravação de voz e monitoramento de localidade, porém, com um aspecto orgânico e simples.

Em seguida, Henke apresentou a Moda Co, que tem o objetivo de oferecer inovação em processo para a indústria e oportunidade e reconhecimento para os designers. “A plataforma busca abrir etapas no desenvolvimento estratégico de concepts da empresa, o que hoje é muito fechado e sigiloso", disse. Além disso, o consultor salientou um dos principais diferenciais da plataforma: os projetos de cada desafio são julgados e escolhidos pela comunidade de designers e pelas empresas, o que permite um uma avaliação mais democrática e criteriosa sobre o que foi produzido.


Vídeos mais vídeos
Newsletter


Todos os direitos reservados | Revista Pronews