Unificação de marcas consolida Grupo como um dos maiores do Brasil no segmento de combustíveis

Notícia • 18 de Maio de 2018

Inspirado pelas boas perspectivas econômicas do País, o Grupo Dislub Equador, formado pela pernambucana Dislub e a amazonense Equador, traçou uma estratégia de unificação da identidade visual das duas empresas distribuidoras. A nova identidade visual é simbolizada pelo desenho de uma borboleta que une as cores que já identificavam as marcas, o vermelho (Dislub) e azul (Equador). Dessa fusão surge uma terceira cor, o violeta. "Usamos o que as duas marcas têm em comum para transformar em algo moderno, simples, emocional e natural, como a energia do povo brasileiro", explica o designer Juan Mallo, da Balko Arquitectura, escritório de arquitetura da Argentina responsável pela nova identidade.

"A história do Grupo Dislub Equador existe há vinte anos e, nos dias de hoje, não faz mais sentido tratar as duas empresas - Dislub Energia e Equador Energia - como objetos distintos", avalia o fundador do Grupo, Humberto Carrilho. Para consolidar a mudança e a união, a partir de maio de 2018 o grupo assume a nova imagem.

A nova identidade visual é simbolizada pelo desenho de uma borboleta que une as cores que já identificavam as marcas, o vermelho (Dislub) e azul (Equador). Dessa fusão surge uma terceira cor, o violeta. "Usamos o que as duas marcas têm em comum para transformar em algo moderno, simples, emocional e natural, como a energia do povo brasileiro", explica o designer Juan Mallo, da Balko Arquitectura, renomado escritório de arquitetura da Argentina e responsável pela nova identidade.

Já o gerente de marketing do Grupo, David Freidzon, diz que a mudança tem simbologia maior que a visual. "Ela representa a união de duas distribuidoras, que passarão a ter uma unidade de Comunicação, Arquitetura e Marketing. A nova marca representa as duas regiões onde o Grupo Dislub Equador atua, Nordeste e Norte, respectivamente. Além disso, imprime a modernidade e agilidade que as empresas possuem no DNA", explica.

O Grupo Dislub Equador está presente nos estados do Acre, Amazonas, Pará, Rondônia, Roraima, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pernambuco, Paraíba, Piauí e Rio Grande do Norte, Goiás, Mato Grosso e Tocantins, em 125 municípios.

"O Grupo está muito animado com as perspectivas de aumento do consumo dos combustíveis. Para tanto, está ampliando dois de seus terminais, em Guamaré (RN) e Itacoatiara (AM). Além das ampliações, estamos construindo novas tancagens em Itaituba (PA), Porto Velho (RO), Santarém (PA), Belém (PA) e Mato Grosso.
Toda essa nova infraestrutura dará sustentabilidade à ampliação das vendas do Grupo", revela Sérgio Lins, diretor do Grupo Dislub Equador.

A iniciativa de mudança da identidade visual vai impactar todos os clientes internos e externos com a transformação física dos seus mais de 410 postos de combustível, local onde acontece o primeiro contato com o público. O rebranding (renovação) da nova marca deve ocorrer num período de até cinco anos.

A nova arquitetura dos postos também promete ser mais sustentável e vir acompanhada de múltiplos serviços agregados ao posto para melhor atender os clientes revendedores e consumidores finais.

Características
A mudança na identidade visual é simbolizada pelo desenho de uma borboleta que une as cores que já identificavam as marcas, o vermelho (Dislub) e azul (Equador). Dessa fusão surge uma terceira cor, o violeta. O ícone, comum em ambas empresas, é moderno, simples, emocional e natural, com a proposta de retratar a energia do povo brasileiro.

Os conceitos presentes na nova fase serão transmitidos através de uma arquitetura disruptiva no mercado local de postos de gasolina. O layout de versão 'flagship' será caracterizado por exibir um conceito claro, logrado com a eliminação das colunas do dorsal das estações. Outros dos aspectos a enfatizar são as linhas retas e os ângulos que caracterizam a nova imagem e o uso de materiais modernos, como painéis de alumínio composto (ACM). Essa evolução física dos postos será o grande responsável pelo impacto e percepção que o público terá no atual momento das empresas.

Deixe seu comentário